Câmara

Unitário era o governo do Brasil, bem o sabemos, antes da República. A Federação, mais apropriada para um país geograficamente tão grande, teria mesmo que ser, como foi, bandeira de muitos, principalmente dos republicanos.

Óbvio, pois, a divergência da divisão territorial, inclusive na nomenclatura, daqueles dias, com a que se acha em vigor graças ao golpe de 15 de novembro de 1889, com as pequenas modificações colhidas ao longo deste período, ou seja, depois da Monarquia.

Estado e Igreja( a Católica, Apostólica, Romana) confundiam-se, vez que esta se impunha como credo oficial desde a “Constituição Política do Império do Brasil”( e na prática desde a chegada de Cabral), de 25 de março de 1824. Autoridades civis assinavam atos próprios das autoridades religiosas e vice-versa. Os registros de documentos públicos, a exemplo de escrituras de compra e venda e ou doações, faziam-se nas paróquias. As povoações principiavam-se com levantamento da capela, em torno do qual formava-se o comércio, como era conhecido o que hoje chamamos pelo brasileirismo currutela( por comércio compreende-se também cidade maior, a urbe) Antes mesmo da Independência, esses lugarejos, ao se converterem em vilas, passavam a ter câmaras, que se constituíram nos embriões das existentes nos nossos dias.

 

 







Central de Atendimento
Av. José Walter, Qd. 24, Residencial Interlagos. Caixa Postal: 310 CEP 75908-740.
PABX: (64) 3611-5900
atendimeto@camararioverde.com.br
Horário de Atendimento
De segunda à sexta-feira
Das 08:00 às 11:00 horas e
das 13:00 às 17:00 horas
Redes Sociais
Acesso ao WebMail
Todos Direitos Reservados a Câmara Municipal de Rio Verde